Foda com o primo

Atualizado: 15 de Jul de 2020

Eu e meu primo sempre fomos muito próximo, nós crescemos juntos e ele é uns três anos mais velho que eu. Do meu tamanho só que mais forte e TB bem roludo. Até que 2009 ele se mudou para o estado de Minas Gerais. Depois disso vi ele poucas vezes. Quando me casei com a Luana, chamei ele para ser meu padrinho de casamento. Ele aceitou e sempre me falava do mulherão que tinha arrumado, e se eu não me casasse outro ia "tomar" ela de mim, claro sempre no tom de brincadeira.


Depois que me casei com a Luana, nos vimos uma vez quando passamos um tempo na casa da minha tia em Minas, mas ele insistiu que fossemos dormir na casa dele. Ele até deixo nos dormimos na cama dele enquanto ele dormia no quarto de hóspedes.

Na época eu não sabia, mas agora sei que ele sempre quis sentir o gosto da bucetinha da minha esposa.

Enfim. Passado alguns anos, eu a Luana começamos no meio liberal, e como sempre mantínhamos contato, (ele costuma me ligar pra perguntar como anda as coisas) eu contei a novidade pra ele. Daí ele ficou doidinho, queria saber todos detalhes e ver nossos vídeos e fotos, doido pra fuder ela junto comigo. Até que em 2019 ele nos convidou para que nós fossemos os padrinhos de casamento dessa vez. Aceitamos e partimos pra MG.


Ficamos hospedados na casa dele.. No dia que chegamos não havia ninguém, ele estava viajando a trabalho e a mulher dele não ficava na casa. Ficamos sozinhos na casa dele no primeiro dia. Claro que aproveitamos e fudemos em todos os cômodos, fudemos a noite toda com o ar fresco de um sítio mineiro.

No outro dia, ele chegou de viagem, contei que tínhamos fudido em todos os cantos. Ele ficou louco de inveja. Saímos pra beber alguma coisa, e ele me chamou de canto e disse que queria fuder com a gente, coisa que eu já sabia. Ele queria e eu também queria, faltava saber a Luana toparia.


Perguntei pra ela e ela ficou toda tímida, falava que estamos loucos, que tinha muita vergonha e etc. Mas safada do jeito que é não domorou muito, deixou a timidez e o nervosismo e topou a parada.

Estávamos na sala nos beijando enquanto ele tomava banho, até ele vir de toalha mesmo e sentar no outro sofá, eu ia tirando a roupa dela beijando seus lábios carnudos e apertando seus seios deliciosos. Até que eu chamei ele pra sentar no mesmo sofá que a gente. Enquanto ele ia chupando um peito eu ia chupando o outro peito.



Depois a coisa foi ficando quente, eu desci pra chupar a bucetinha dela e ele ficou em pé, desenrolou a toalha e colocou o pau na boca dela. Enquanto eu chupava ela, ela chupava ele. Depois me coloquei em pé também e ela foi se deliciando nas nossas rolas, chupava uma e batia outra, juntava as duas pra tentar colocar na boca, mas mal conseguia abocanhar as duas rola de uma vez.

Depois de muito oral ela se debruçou sobre o sofá pedindo pau, tratei de atender o pedido dela. Tirei meu pau todo babado da boquinha dela e fui enfiando na bucetinha, enquanto isso, ela chupava ele sentado no sofá. Quando enfiei meu pau na bucetinha dela, ela tirou o pau do meu primo da boca e começo a gemer de prazer, gritos de prazer pedindo pra fuder com força, alternava entre chupadas e gemidos.


Fomos para o quarto e a foda contínuo, enquanto ele socava o pau na bucetinha dela, eu ia chupando a bucetinha dela e socando meu pau na boca dela. Depois ela veio sentar em mim, daí ele veio por trás e meteu no cuzinho dela. Fizemos uma dupla penetração sensacional. Todos gozamos muito naquela noite.

No outro dia era o dia do casamento, e a despedida de solteiro estava feita. Agora ele está casado e a mulher nem sonha o que rolou naquela casa. Meu primo me disse que foi o melhor presente de casamento que ele ganhou, o que não vê a hora de irmos fazer uma visita na casa dele dinovo.


795 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo
  • Twitter
  • Instagram

©2020 por Vida Safada